Nova sociedade!

Os minutos passam, o tempo corre e cada dia parece que o tempo é menor, que os minutos já foram, e quanto mais o tempo passa os outros conseguem mais tempo para cuidar do alheio.
Se fosse ruim (não estou dizendo que estou ileso a esta situação.), ninguém fazia, o mundo viveria em perfeita harmonia. Mas quem sabe esse marasmo nos chateasse e continuaríamos a procurar o novo, algo que nos satisfizesse e com certeza o alheio seria descoberto.

E o que seria de nós sem essa vontade de saber, de falar, ou de ver? O que seria de nós? Ora... Não sei responder, porque nunca vi uma sociedade que não goste desse poder, independente do credo ou da ideologia, por isso já somos acostumados e compartilhamos dos mesmos princípios.

O problema é que existem coisas que não deveriam ser esquecidas, princípios que não deveriam acabar, e, que hoje a sociedade não usa mais, ou não percebe que não está sendo usado. O amor, o romantismo estão sendo deixados de lado pelo simples fato de que os outros achem careta, retrogrado, e é melhor agir, pensar, falar em sexo (mais aceito por essa “nova� sociedade.), do que falar de amor.

Longe de nós, cada dia mais longe ele se torna. Mas cabe a nós mesmos resgata-lo, e se é necessário pode começar. Chamem-me de careta.

2 comentários:

  1. Edgar Borges12/09/2005 13:36

    compreensão com os outros, educaçaõ no trânsito, jogar lixo na lixeira. tudo isso vai ajudar a melhorar este nosso mundo.

    (pq vc continua com essas letras???????? arggg!!!!!!!!!!!!)

    ResponderExcluir
  2. É Ro...que sentimento é esse que o mundo sente? ou se sente realmente! Sei lah so sei que os meus estão mais concretos que rocha e estabilizados em um único propósito! Ser Feliz!
    É isso! Um abração!

    ResponderExcluir

Não se intimide... comente!
Tenha sua identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade.