Sorriso tímido!

Passado alguns dias recebeu uma ligação:

-O que vai fazer hoje?
-Nada.
-Estou pensando em dar uma volta. Você quer ir?
-Vamos. - Respondeu ele, ainda com uma certa esperança.
-Então tá... mais tarde eu passo na sua casa.
-Tudo bem.

Mais tarde...

-Como você está?
-Estou bem?
-Eu também estou. Vou fazer um pilling na costa para tirar minhas pintas.
-Legal, aonde vamos?
-Estou com fome, acho que quero comer aquele lanche novo do MC.
-Hum... hoje eu não estou afim de comer lanche, se você fosse a qualquer outro lugar eu jantaria com você.

Ele sentado no banco do passageiro via a rota sendo percorrida, o carro entra no estacionamento do MC, para, os dois descem e seguem em direção a lanchonete. O pedido é feito, eles sentam em uma mesa.

-Você não vai comer nada mesmo?
-Eu falei que não queria comer aqui. Mas mesmo assim você veio.
-Pede um lanche.
-Eu não quero. Quando eu chegar em casa eu como alguma coisa.

O silêncio reinou sobre os dois, e assim foi até a volta, até ele chegar novamente em sua casa. E na porta de casa ele falou:

-Então é isso?
-Isso o que?
-Nossa saída acaba aqui, e assim?
-Por quê?
-Nós nem conversamos.
-Claro que conversamos. E eu gostei muito de sair com você.
-Que bom.

Despediram-se com um sorriso meio tímido e foram cada um para o seu lado.

11 comentários:

  1. Oopa!...

    Em primeiro lugar seja bem-vindo a "estrada de tijolos amarelos"... sinta-se convidado a voltar sempre...
    Eu voltarei com certeza!

    Adorei o post... fica um "ar de mistério"... de continuação... gostei!

    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Interessante o tanto que todos nos seres humanos temos problemas muito parecidos. Puxa! Seria tudo tão mais fácil de pudéssemos controlar nossas ansiedades. Tenho acompanhado o que tens escrito aqui e espero que vocês possam se entender e verem que a vida passa muito depressa para ficarem perdendo tempo com pequenas coisas.
    Um abraço forte.
    Evaldo.

    ResponderExcluir
  3. Isso é ficção ou realidade?! De qualquer forma achei divertido, heheheeh....ou será que é drama?!
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  4. Loba, a Keila20/07/2008 10:56

    Tive a impressão de que a história não terminava ali, pois esses encontros, esses dialogos pequenos de palavras e grandes nos encontros, querem revelar o afeto, mas parecem deixar sempre para amanhã, depois...

    Cheguei a qui via Fernanda e Filhos, e achei interessante a sua casa, os seus posts e idéias.

    Passou aqui uma Loba...

    ResponderExcluir
  5. Fazia algum tempo que eu não vinha aqui.

    E, se me permite dizer, senti falta daquelas frases musicais que terminam seus textos. Um ornamento que você não pode deixar de fazer.

    ResponderExcluir
  6. NANDO DAMÁZIO29/07/2008 05:05

    Ah, mas acabou assim, não rolou mais nada ??
    Bem, nem sempre é como a gente esperava, né ..

    Abração, Ronaldo !!

    ResponderExcluir
  7. Tem gente que nao é de falar muito ou então conversa telepaticamente. Vai saber!! Beijus

    ResponderExcluir
  8. Ronaldo, desculpa a demora na resposta, mas estou de viagem.
    Claro que podes utilizar parte do meu post. Sem problema.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Teena in Toronto01/08/2008 07:31

    Happy blogoversary!

    ResponderExcluir
  10. Sem novidades desde minha última visita...

    ResponderExcluir
  11. Campanha chega de calotes!
    Vi seu apelo e resolvi comentar, mesmo não sendo minha vez!
    Gostei do seu blog e esses mini-contos do cotidiano... Há tanto pra se dizer sobre as trivialidades...
    Parabéns!

    bj

    ResponderExcluir

Não se intimide... comente!
Tenha sua identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade.